O grupo jiaadista Estado islâmico ou Isis, como dizem os americanos quase já tem território do seu Califado, apenas 1%. E segundo o Presidente americano, Donald Trump, nos próximos dias, anunciará, 100% da recuperação do território do EI na Síria e no Iraque.

Após uma fulgurante força do estado islâmico em 2014, e a proclamação de um Califado entre uma região cobrindo a Síria e no Iraque, os jiadistas do ISIS, viram o seu território reduzir à expressão mais simples, devido a muitos ataques que sofreram da coligação internacional liderada pelos Estados Unidos.

O sector que o estado islâmico no seu apogeu de Califado tinha uma superfície comparável à do Reino Unido, com uma população de vários milhões de habitantes.

Mas fazendo fé no que diz o presidente americano, Donald Trump, estes tempos áureos dos terroristas do estado islâmico chegou ao fim e deve oficializar isso nos próximos dias.

“Está para ser anunciado formalmente talvez para a semana a reconquista de 100% do Califado. Mas quero que o anúncio seja oficial. Não quero anunciá-lo demasiado cedo.

“O [Estado islâmico] ou Isis, já não tem capacidade de reivindicar qualquer controlo administrativo de regiões na Síria ou no Iraque.  Não se pode fazer melhor do que fizemos no plano militar.

“Deixaram de poder extrair recursos naturais porque já não podem controlar qualquer zona ou território e eles estão na incapacidade de  arrecadar impostos dos cidadãos nessa região, assim como já não podem controlar as escolas para impor a sua ideologia perversa às crianças.

“O Estado islâmico está numa situação crítica pois deixou de ter território donde projecta ataques terroristas em outros países.  Eles deixaram de ter território, o que é um grande factor, perderam o seu território.”