O apelo do Papa foi feito depois da oração do Angelus, na praça de São Pedro, no Vaticano.

Da varanda do palácio pontifício, Francisco expressou solidariedade ao povo venezuelano, “particularmente afetado pelo arrastamento da crise”.

O Papa pediu orações para “inspirar e iluminar as partes em causa, para que possam chegar, quanto antes, a um acordo, que ponha fim ao sofrimento do povo, pelo bem do país e de toda a região”.

A Venezuela vive um agravamento da crise política desde janeiro, quando Nicolas Maduro assumiu um novo mandato como Presidente, cuja legitimidade a oposição não reconhece, bem como boa parte da comunidade internacional.

Em resposta, o chefe do parlamento venezuelano, Juan Guaidó, proclamou um governo interino que é apoiado por mais de 50 nações, com os Estados Unidos à cabeça.

AH // JLG

Lusa/fim

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.