O Papa Francisco advertiu neste sábado (07.09) para os problemas da desflorestação excessiva e dos incêndios, num discurso proferido em Madagáscar, durante o seu primeiro dia de visita oficial ao país.

Francisco iniciou neste sábado a visita a Madagáscar, depois de ter estado em Moçambique.

Após um encontro com o presidente Andry Rajoelina, o Papa proferiu um discurso perante centenas de elementos das autoridades de Madagáscar.

Desflorestação em África

Francisco destacou o problema da desflorestação que afeta Madagáscar e grande parte dos países africanos, e que se tornou um assunto com maior relevo mediático depois dos incêndios na Amazónia, no Brasil.

Num dos 20 países mais pobres do mundo, o Papa defendeu também a necessidade de medidas estruturais que garantam uma melhor distribuição de rendimentos.

Para Francisco, o desenvolvimento integral de um país exige a proteção do meio ambiente: "Não há crises separadas, uma ambiental e outra social, há uma completa crise socioambiental".

Referindo-se a Madagáscar, assinalou que a riqueza natural do país, com grande biodiversidade vegetal e animal, se encontra em perigo pela "desflorestação excessiva em benefício de uns poucos".

"A degradação [da riqueza natural] compromete o futuro do país e da nossa casa comum", afirmou Francisco.

por:content_author: Agência Lusa

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.