Noticiámos, este sábado, 5 de Janeiro, a morte da ex-ministra da Acção Social e Família de Angola, Victória da Conceição, com base em declarações da Clínica Girassol de Luanda.

Mas, depois surgiram versões diferentes e contraditórias e tentámos, este domingo, reconfirmar a veracidade ou não da notícia sem qualquer sucesso.

Portanto, continua o mistério em relação ao estado clínico da ex-Ministra da Acção Social, Família e Promoção da Mulher, Victória da Conceição, que tentou o suicídio com uma arma de fogo, após a sua exoneração do cargo.

Não foi consumado o suicídio, tendo a ex-ministra ficado gravemente ferida, razão pela qual deu entrada na Clínica Girassol de Luanda, onde foi operada.

Depois do anúncio da sua morte, ontem, por fontes médicas da Clínica Girassol, onde a ex-governante, internada de emergência, divulgada por vários órgãos de comunicação social, a Unidade sanitária actualizou a informação, afirmando que Victória da Conceição, está “ainda viva, mas, em estado de coma”.

A RFI, quer de Paris, quer o nosso correspondente, em Luanda, contactou, este domingo, a Clínica Girassol, sem qualquer sucesso, para mais informações, sobre o verdadeiro estado clínico da ex-Ministra.

A RFI, contactou, igualmente, várias outras fontes, sem que conseguíssemos uma versão diferente, desta aqui explicada, ou seja, afirmando umas que ela “morreu” e outras que ela “está em estado de coma” ou de “morte clínica”.

Gira, pois, o mistério, sobre o estado de vida ou de morte de Victória da Conceição.

Victória da Conceição, de 64 anos, foi eleita deputada pelo MPLA, partido governante, nas últimas eleições gerais e depois nomeada ministra da Acção Social, Família e Promoção da Mulher.

Até agora, não houve um comunicado oficial do governo de Luanda, de que fazia parte, antes de ser exonerada, sobre o estado da ex-Ministra.

A falta de divulgação de informação diária sobre a evolução clínica da ex-Ministra pela equipa médica, continua, também, a alimentar especulações à volta de um assunto, que, segundo a opinião pública, devia merecer o devido tratamento do executivo do Presidente angolano, João Lourenço.

Enquanto se aguarda por uma informação oficial, depois de todas as informações contraditórias que circularam na imprensa e no seio da própria equipa médica da Clínica Girassol, que acompanhou Victória da Conceição, o que temos são rumores sobre a morte, ou não da ex-governante.

Se a ex-Ministra angolana, Victória da Conceição, ainda estiver viva, que fique aqui os nossos respeitos e desejos duma boa recuperação e um Ano Novo feliz. Que fique aqui também as nossas desculpas à ex-ministra, família e todos os nossos ouvintes e internautas, por uma notícia, que demos, com base, em “fonte médica da Clínica Girassol”.

De Luanda, o nosso correspondente, Avelino Miguel.