Ao escrutínio concorreu a Frelimo, Renamo e o MDM.

A marcação da votação para quinta-feira foi decidida na segunda-feira pelo Conselho de Ministros, que acolheu uma proposta de data feita pela Comissão Nacional de Eleições (CNE), conforme prevê a legislação eleitoral.

A repetição da votação foi ordenada pelo de Constitucional - equivalente a um Tribunal Constitucional -, que considerou terem ocorrido graves irregularidades no escrutínio em Marromeu, durante a realização das eleições autárquicas de 10 de Outubro.

A nova eleição vai decorrer em apenas oito das 39 mesas de voto.

A Frelimo venceu as eleições autárquicas de 10 de Outubro em 43 das 53 autarquias do país, a Renamo ganhou em oito e o MDM numa autarquia.