A sala da antiga Fábrica de Braço Prata foi pequena para os que quiseram assistir à apresentação de "Eclipse", o sexto da cantora Lura.

Num dos seus espectáculos mais informais Lura encantou todos com a sua explêndida voz de gazela selvagem, dançando, maneando o corpo de dançarina, por entre um diálogo cheio de humor e boa disposição com o público.

"Eclipse", como o próprio título indica, parece marcar, definitivamente, a entrada da estrela da música cabo-verdiana no firmamento das grandes vozes deste início de século.

Produzido pelo multi-instrumentista Toy Vieira, o novo cd viaja por estilos tão diferentes e arranjos sóbrios, mas de notória qualidade, deixando sempre espaço livre para a voz enérgica de Lura. A cantora deitou mão a temas de compositores como Mário Lúcio, "Libreamor",uma das pérolas do disco, a par de "Um Dia", de Toy Vieira, B. Leza, Vlú, Orlando Pantera, René Cabral, para produzir um sortido de 14 temas de estilos tão diversificados.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.