Os encontros sucederam-se na zona de cimento e no posto administrativo de Namicopo, locais escolhidos por estas formações políticas neste quarto dia da campanha eleitoral rumo a eleição intercalar do próximo dia 24.

As brigadas quer da Frelimo quer do MDM estiverem espalhadas um pouco por toda a cidade abordando os potenciais eleitores e solicitando o voto para os seus candidatos.

Sobre estes factos, fontes da Comissão Provincial de Eleições e do Secretariado Técnico de Administração Eleitoral (STAE) a nível do distrito de Nampula disseram que correspondem ao que foram os compromissos assumidos pelos partidos dos candidatos que disputam a presidência do município deixado vago com o assassinato, em Outubro passado, do então Edil Mahamudo Amurane, que fora eleito pelo MDM.

'É uma atitude que nos conforta a todos, uma vez que durante os trabalhos preparatórios foram assumidos compromissos para um comportamento cívico e de respeito mútuo', disseram as fontes.

Igualmente a nível da ordem e segurança pública, o porta-voz da Polícia em Nampula, Zacarias Nacute, disse que 'tudo estava tranquilo'.

'Até agora, quarto dia da campanha eleitoral, a Polícia considera que tudo está a decorrer dentro da normalidade.Situação sob controlo', afirmou.

Nesta Sexta-feira, Amisse Cololo, candidato do partido Frelimo, trabalhou nas diversas áreas residenciais do posto administrativo de Namicopo, onde levou a mensagem de prevenção contra a cólera e malária e criação de auto-emprego através de associações locais.

Cololo enumerou as suas prioridades caso vença o pleito eleitoral, dando sempre ênfase a saúde da criança e da mulher que deve lutar para triunfar sobre o analfabetismo, pois sabendo ler e escrever poderá melhor governar a sua vida e respectiva família.

'Nossa primeira acção será a recolha do lixo que invadiu a cidade e a periferia, instalação de reservatórios para o fornecimento de água e ter vias de circulação livres em todo o território', disse durante o comício que orientou na sede do posto administrativo de Namicopo.

Perante dezenas de pessoas, o candidato da Frelimo deixou a mensagem de que o presidente do município e os vereadores tem como missão servir os munícipes.

“Devem estar prontos e próximos dos munícipes', declarou.

Amisse Cololo disse estar consciente de que caso vença terá seis meses para mostrar trabalho.

'Temos seis meses, mas queremos estar também nos próximos cinco anos e fazer com que Nampula atinja o mesmo nível de desenvolvimento das grandes cidades', referiu.

No trabalho de campanha desta sexta-feira, Amisse Cololo esteve acompanhado de quadros seniores do seu partido, incluindo o governador provincial, e percorreu sucessivamente a casa do régulo Monapo, a mesquita local, onde cumpriu o seu dever de crente muçulmano, e os mercados informais.