A comissão já se encontra na Beira e é liderada pelo ministro da Agricultura e Segurança Alimentar, Higino Marrule, lê-se no comunicado distribuído à imprensa.

A comissão integra também os vice-ministros dos Transportes e Comunicações, Manuela Rebelo, do Trabalho, Emprego e Segurança Social, Oswaldo Petersburgo, da Administração Estatal e Função Pública, Albano Macie, e das Obras Públicas, Habitação e Recursos Hídricos, Victor Tauakali.

A comissão é criada num momento em que crescem as denúncias de desvios de donativos e as autoridades moçambicanas já detiveram três pessoas.

O ciclone Idai atingiu a região centro de Moçambique, o Maláui e o Zimbabué em 14 de março.

Segundo o último balanço das autoridades moçambicanas, o ciclone fez 602 mortos e 1.641 feridos, tendo afetado mais de 1,5 milhões de pessoas no centro de Moçambique.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.