As mesmas fontes, citadas pelo portal Carta de Moçambique, atribuem o ataque aos grupos terroristas que actuam na região há ano e meio.

Os agressores entraram na aldeia de Simbolongo pelo pôr do sol e surpreenderam as vítimas, muçulmanas, quando quebravam o jejum do Ramadão.

A aldeia, só acessível por caminhos em terra batida, fica situada no posto administrativo costeiro de Mucojo, a cerca de 80 quilómetros da sede de distrito, Macomia.

Os homens armados roubaram comida antes de fugirem para o mato, onde se refugiam e de onde têm lançado ataques cada vez mais frequentes aos moradores da zona quando estes se deslocam ao mar para pescar.

O distrito de Macomia tem sido um dos que tem recebido ajuda humanitária, nomeadamente apoio alimentar, depois do ciclone Kenneth.

Fontes locais relataram outros ataques durante a última semana junto à vila de Palma, extremo norte da província.

Os ataques de grupos armados que nasceram em mesquitas de Cabo Delgado já mataram pelo menos 150 pessoas desde outubro de 2017.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.