Nove mortos e 25 feridos graves é o mais recente balanço do acidente com um avião da Turkish Airlines no Aeroporto Internacional de Schipol, em Amesterdão.

O Boeing 737-800 da Turkish Airlines, que havia descolado de Istambul com 127 passageiros e 7 membros da tripulação caiu a três quilómetros do Aeroporto Internacional de Schipol, em Amesterdão às 10H31 locais.

Sobreviventes contaram que o avião se partiu em três quando caiu e perdeu o motor.

"Lamentamos os nove mortos e mais de 50 feridos", declarou à imprensa Michel Bezuijen, o presidente da Câmara da cidade de Haarlemmermeer, onde fica o aeroporto. "Entre os feridos, incluindo membros da tripulação, 25 foram gravemente feridos", destacou.

As autoridades turcas afirmaram num primeiro momento que todos os passageiros do avião haviam sobrevivido, depois o balanço foi aumentando: a televisão holandesa anunciou que quatro ou cinco corpos haviam sido tirados da aeronave.

"Estou a ver as vítimas com meus próprios olhos, quatro ou cinco corpos foram tirados em lençóis brancos da aeronave. Foram colocadas no chão perto do avião", declarou um jornalista da rede de televisão holandesa NOS. As imagens mostravam pouco antes alguns corpos tapados com lençóis brancos.

Segundo as imagens da NOS, um grande número de socorristas foi mobilizado em torno do avião para retirar os passageiros. Ambulâncias entravam e saíam do local sem parar.

O avião caiu a pouco menos de três quilómetros antes da pista de aterragem do aeroporto, num campo à beira da estrada e perto de algumas casas, segundo imagens da televisão holandesa.

"O avião estava a preparar-se para uma aterragem normal, tivemos a impressão de estar a cair.. e depois foi um pânico", disse.

A NOS indicou que cerca de 50 pessoas saíram ilesas. Testemunhas do acidente disseram que o avião não se incendiou.

O trânsito para o aeroporto de Schiphol foi em parte interrompido e duas das quatro pistas foram fechadas.

Amsterdão é o quinto aeroporto na Europa em número de passageiros (depois de Londres-Heathrow, Paris-Roissy, Franckfurt e Madrid), com 47,7 milhões de passageiros em 2007, segundo dados do Conselho Internacional dos aeroportos (ACI) Europa.

SAPO/AFP

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.