A deslocação surge semanas depois de, em Nova Iorque, as Nações Unidas terem promovido um encontro especial, do qual Moçambique fez parte, através de uma delegação encabeçada pelo Primeiro-Ministro Carlos Agostinho do Rosário. Nesse encontro, falou-se dos impactos da passagem dos ciclones por Moçambique, Zimbabwe e Malawi.

Nos dias 31 de Maio e 1 de Junho, na cidade da Beira, o Governo, em parceria com as Nações Unidas, organizou uma conferência internacional, visando a mobilização de três mil miliões e duzentos milhões de dólares americanos, fundos necessários para o programa de reconstrução pós-ciclones Idai e Kenneth.

Desse valor, os doadores só se comprometeram em disponibilizar cerca de um terço to total.

Helvisney Cardoso, oficial de Coordenação do Escritório do Coordenador Residente das Nações Unidas em Moçambique, espera que o secretário-Geral da ONU possa ajudar a chamar a atenção da comunidade internacional para a necessidade de reforçar o apoio a Moçambique.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.