As decisões fazem parte do sumário da reunião do Conselho de Ministros de terça-feira, consultado hoje pela Lusa.

Cumaio desempenhou o cargo de presidente da área de política financeira na Confederação das Associações Económicas de Moçambique (CTA), detalha a Agência de Informação de Moçambique (AIM).

Foi igualmente presidente do conselho de administração de uma seguradora e, na década de 1990, ocupou o cargo de diretor da unidade de calçado e curtumes do Ministério da Indústria e Energia.

Francisco Mazoio foi absolvido em março pelo Tribunal Judicial da Cidade de Maputo de acusações de abuso de poder e peculato relativas à alegada utilização de recursos do INSS para aquisição de aeronaves.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.