O músico moçambicano radicado na vizinha África do Sul, Dino Miranda, foi finalmente reconhecido na sua terra natal a ganhar o título de artista revelação da parada de sucessos musicais Ngoma Moçambique 2009, tendo participado nesta parada com o tema “Mãe África”. Por esta conquista foi-lhe atribuído o  prémio monetário de 40 mil meticais.

“A conquista deste prémio para mim significa o reconhecimento da minha contribuição para a indústria musical moçambicana. É muito bom saber que dentro de casa também sou reconhecido, o que dá-nos mais força para continuar a elevar bem alto o nome do nosso país através da música. Sempre que faço tournées na África do Sul e em outros países sou apresentado como músico moçambicano que reside na “terra do rand”, disse Dino Miranda após a atribuição do prémio.

Para este músico, filho de Miranda conhecido baterista moçambicano, este prémio terá um grande impacto na sua carreira. “O primeiro impacto que este prémio vai trazer para a minha carreira é o moral, pois a distinção vai dar-me mais vontade de criar músicas belas para o povo que mostrou estar atento ao meu trabalho”, revelou o artista.

Sobre a mais antiga parada de sucessos musicais moçambicana, o guitarrista disse que o “Ngoma tem uma importância muito grande para o reconhecimento do trabalho dos músicos nacionais e todos que acabaram conquistando os prémios trabalharam para esta conquista”.

Graduado em estudos de jazz pela Universidade de Cape Town , Faculdade de Música, Dino Miranda colaborou com vários músicos moçambicanos, ingleses, sul africanos zimbabaweanos e brasileiros, com destaque para Stewart  Sukuma, Chico António, Jeff Maluleke,Teba, Azania, 340ml, Freshly Ground, Napalma, Chris Hinze e Peter Spencer, entre outros.

O seu primeiro single foi  lançada em 2007 e intitula-se "Fatal", teve o condão de impulsionar a sua carreira, tendo posteriormente publicado o tema "Check It Out" que faz parte de uma compilação musical denomidada "Boutiques de Maputo".
O seu disco de estreia leva o título de "Moya Wa Kaya"  que significa Ventos de Casa em Ronga, composto por 14 temas. O álbum é basicamente uma fusão de ritmos moçambicanos e do afro pop. " Decidi interpretar temas em português, changana e ronga como forma de privilegiar as minhas origens  e estão inclusos temas em inglês para atravessar fronteiras e singrar no mercado internacional".

Dino Miranda, entrou na carreira de músico em 1997, primeiro em Maputo, depois em Cape Town, na África do Sul.

Ver o video

Alfredo Lituri

SAPO MZ

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.