Nome mais cotado para ser o novo secretário de Cultura do governo de Jair Bolsonaro após a saída de Regina Duarte, o ator Mario Frias ficou conhecido nos anos 1990 no seriado adolescente ‘Malhação’, da Rede Globo.

Regina deixou o cargo na quarta (20/05), menos de três meses após ser nomeada. Ela saiu sob pressão da chamada “ala ideológica” do governo e após desgastes envolvendo nomes que escolheu para a pasta. Oficialmente, disse que pediu exoneração por sentir falta da família, que mora em São Paulo.

Sem experiência política prévia, Frias entrou no radar bolsonarista quando foi um dos poucos ex-globais a defender Regina Duarte na época de sua nomeação – ele, inclusive, esteve na posse da atriz.

Depois, em 6 de maio, em uma entrevista à CNN Brasil, o ator voltou a defender a atriz, mas se disse disponível para o cargo. “Olha só, para ser bem direto para o Jair: para o que ele precisar, estou aqui”, afirmou.

Na mesma entrevista o ator disse que quem assumisse teria que seguir a linha adotada pelo governo. “Se eu entrar numa novela e achar que tenho que fazer personagem engraçado, mas ele é dramático, alguém vai me corrigir. (Bolsonaro) quer ver a pasta numa direção e até agora não conseguiu.”

A entrevista rendeu um convite para um encontro com o presidente. Os dois se encontraram em um almoço em que também estavam presentes empresários do ramo esportivo, um dia antes do anúncio da saída da então secretária.

Mario Frias
Carreira de Frias tem passagens por emissoras como Globo, Bandeirantes e RedeTV! créditos: Reprodução

Militância Bolsonarista

Em suas redes sociais, o ator deixa bem claro que tem total afiliação a Bolsonaro. Seu perfil no Instagram, por exemplo, é cheio de postagens falando de política, que tiveram um aumento considerável nos últimos tempos.

Antes cheia de fotos do ator trabalhando ou com a família, a página foi gradualmente sendo tomada por mensagens com defesa do governo, o que coincidiu com um aumento no número de seguidores – ele atingiu 200 mil em 5 de maio.

Frias usa a hashtag #fechadocombolsonaro, compartilha vídeos do presidente falando e critica nomes que abandonaram o governo, como o ex-ministro da Justiça e Segurança Pública Sergio Moro. “O ego está falando mais alto do que o próprio cargo”, disse, sobre Moro.

Em seu Instagram, também fez postagens defendendo o uso da cloroquina – remédio cuja eficácia contra o coronavírus não é comprovada – na epidemia de covid-19.

Também já criticou a imprensa. Após sua entrevista à CNN Brasil, criticou o que chamou de “jornalismo sujo”.

Ex-global

Frias foi casado, de 2003 a 2005, com a atriz Nívea Stelmann, com quem teve um filho. Atualmente, está casado com Juliana Camatti, com quem também tem uma filha.

Começou sua carreira na Rede Globo, em um seriado estrelado por Angélica. Logo depois, fez um de seus papéis papel mais conhecidos, como galã da novela adolescente Malhação entre 1999 e 2001. Na época, contou depois à Rede TV!, recebeu convites para posar nu, mas afirmou não ter cogitado “nem por um segundo”.

Na mesma entrevista afirmou que o dinheiro ganho com o sucesso naquela época foi a base de sua vida financeira durante muito tempo.

Regina Duarte abraça Bolsonaro
Regina Duarte ficou menos de três meses à frente da Secretaria de Cultura do governo Bolsonaro créditos: Agência Brasil

Depois disso continuou atuando em outras produções da emissora. Teve papeis pequenos na minissérie O Quinto dos Infernos e nas novelas As Filhas da Mãe e Senhora do Destino – na qual interpretou um deputado corrupto. Faz também outras três participações em Malhação.

Sem contrato de exclusividade com a Globo, também participou de novelas na TV Bandeirantes e na Record.

Nos anos 2010, se tornou apresentador na RedeTV!, depois teve um programa no SBT. Seu último trabalho na televisão foi no ano passado, apresentando o programa A Melhor Viagem, na RedeTV!.


  • Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!

https://www.youtube.com/watch?v=s1KwbPWABcw

https://www.youtube.com/watch?v=otxf8Zd-kwM

https://www.youtube.com/watch?v=qlYwutcZStk

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.
Os textos do parceiro BBC News estão escritos total ou parcialmente em português do Brasil.