"O Conselho Constitucional nega provimento ao pedido de declaração de nulidade da votação e do apuramento a todos os níveis das eleições presidenciais, legislativas e das assembleias provinciais", lê-se no acórdão datado de dia 11 e ao qual a Lusa teve hoje acesso.

O recurso do principal partido da oposição tinha sido entregue em 29 de outubro.

Na altura, Venâncio Mondlane, mandatário da Renamo, disse que o partido queria "a anulação das eleições, porque elas não foram eleições. Foram uma caricatura, uma exibição circense".

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.