Boavista, Maia e Vizela foram impedidos pelo Conselho de Justiça da Federação Portuguesa de Futebol de inscrever jogador ou renovar contratos, enquanto não pagarem as suas dívidas.

 

Esta decisão tem por base o artigo 74 do Regulamento do Conselho de Justiça.

Artigo 74º:

(Falta de Pagamento)

1. A falta de pagamento, no prazo referido no artigo anterior, das multas e custas em que as partes sejam condenadas, obstará a que, enquanto perdurar osServiços competentes recebam quaisquer novos contratos ou compromissos  desportivos na categoria em causa no respectivo processo e determina o cancelamento dos existentes, no fim da época, em que intervenham os responsáveis por aquele pagamento, quando se tratar de Clubes e jogadores. No caso de se tratar de árbitros dirigentes, treinadores, secretários-técnicos, médicos, massagistas, auxiliares técnicos e empregados ou quaisquer outros agentes, a falta de pagamento inabilitá-los-á para o desempenho de qualquer actividade ao serviço de organismos desportivos da modalidade.

2. As partes que tenham em divida custas de processo anterior, não são admitidas a litigar em novo processo, como requerentes.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.