O Benfica aplicou, ontem, frente ao Everton, que venceu por 5-0, a maior goleada a uma equipa inglesa nas taças europeias de futebol desde 1970/71, há quase 40 anos.

“Bis” de Cardozo e Saviola e um tento de Luisão escreveram história na Luz, em encontro da terceira jornada do Grupo I da Liga Europa, já que é preciso recuar quase quatro décadas para encontrar semelhante desastre inglês.

A última vez que uma formação da terra de “sua majestade” tinha perdido por cinco golos de diferença acontecera na segunda eliminatória da Taça UEFA de 1970/71, época em que o Coventry foi goleado pelo Bayern Munique.

Na Baviera, os germânicos bateram os ingleses por 6-1, na primeira “mão”, garantindo, desde logo, o apuramento, que acabou por ser certificado matematicamente em Inglaterra, com um desaire por 2-1.

Antes, os ingleses só contam mais três desaires por cinco ou mais golos de diferença, um deles com marca lusa: nos quartos-de-final da Taça das Taças de 1963/64, que viria a vencer, o Sporting goleou o Manchester United por 5-0.

A 18 de Março de 1964, e depois de um aparentemente comprometedor desaire por 4-1 em Old Trafford, os “leões” estiveram imparáveis em Alvalade, vencendo com um “hat-trick” de Osvaldo Silva e tentos ainda de Geo e Morais.

Duas épocas depois, mais precisamente em 1965/66, o Chelsea também perdeu por 5-0 com o FC Barcelona, nas meias-finais da Taça UEFA de 1965/66 (num play-off disputado na Catalunha, após vitórias caseiras por 2-0 das duas equipas).

O primeiro desaire inglês por tão grande diferença foi o único por mais de uma “mão cheia”: aconteceu na final da primeira edição da extinta Taça das Cidades com Feiras, que se realizou entre 1956 e 58.

O London XI até começou bem o “duelo” do título, ao vencer em casa por 2-0, mas, na segunda “mão”, o FC Barcelona ganhou em Camp Nou por 6-0, a 01 de Maio de 1958, perante cerca de 62.000 espectadores.

Quinta-feira, na Luz, o Benfica, que não vencia para as taças europeias por tamanha diferença desde o 6-0 ao Beitar de Jerusalém (a 12 de Agosto de 1998, na Luz, em jogo da primeira “mão” da segunda pré-eliminatória da Liga dos Campeões), esteve perto de repetir esse longínquo feito.

Javier Saviola (14 e 83 minutos), Óscar Cardozo (47 e 48) e o “capitão” Luisão (52) selaram o 5-0, mas muitos mais podiam ter acontecido e, pelo menos, o “malabarista” Di Maria bem o merecia, nomeadamente quando atirou à barra (55).

- As derrotas das equipas inglesas nas taças europeias por cinco ou mais golos de diferença:

Época          Prova     Equipa inglesa      Adversário          Res.

----------------------------------------------------------------

2009/10   LE/FG     Everton             Benfica             0-5

1970/71   TU/2      Coventry            Bayern Munique      1-6

1965/66   TU/MF     Chelsea             FC Barcelona        0-5

1963/64   TT/QF     Man. United         Sporting            0-5

1956/58   TU/F      London XI           FC Barcelona        0-6

 

SAPO

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.