O secretário do Estado da província de Nampula, Mety Gondola, citado hoje pela emissora pública Rádio Moçambique, avançou que está em processo de identificação a zona onde serão delimitados os talhões para a entrega às famílias afetadas pelo conflito em Cabo Delgado.

O secretário do Estado não especificou o número de famílias que vão receber os terrenos.

A província de Cabo Delgado é desde outubro de 2017 palco de ações de grupos armados, que, de acordo com as Nações Unidas, forçaram à fuga de 250.000 pessoas e colocaram 712.000 a precisar de ajuda humanitária.

O conflito já matou, pelo menos, 1.000 pessoas, e algumas das ações dos grupos armados têm sido reivindicadas pelo grupo 'jihadista' Estado Islâmico (EI).

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.