"As Forças de Defesa e Segurança travaram, no último sábado, na zona de Limala-Nbau, no distrito de Mocímboa da Praia, um combate contra malfeitores que resultou no abate de nove deles", lê-se no documento.

A mesma nota acrescenta que “as operações prosseguem" e os militares "continuam em prontidão combativa".

O comunicado realça que o confronto aconteceu após a visita do ministro da Defesa, Atanásio M'tumuke, à zona, para avaliação dos níveis de prontidão das tropas.

Nbau foi palco de confrontos a 23 de Setembro, após um ataque reivindicado pelo grupo ‘jihadista' Estado Islâmico (EI), em que terão morrido 10 pessoas e foram incendiadas várias casas, incluindo a sede da Frelimo.

A região de Cabo Delgado é afectada, desde Outubro de 2017, por ataques armados levados a cabo por grupos criados em mesquitas da região e que eclodiram em Mocímboa da Praia.

Como consequência já terão morrido, pelo menos, 200 pessoas, quase todas em aldeias isoladas e durante confrontos no mato, mas, nalgumas ocasiões, a violência já atingiu transportes na principal estrada asfaltada da região, bem como a área dos megaprojectos de exploração de gás – onde há várias empresas subempreiteiras portuguesas.

Autoridades e analistas ouvidos pela Lusa têm considerado pouco credível que haja um envolvimento genuíno do grupo terrorista nos ataques, que vá além de algum contacto com movimentos no terreno.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.