Os jovens podem encontrar nesta agência “uma oportunidade para se ocuparem, inspirarem e acreditar que o seu país tem muito mais a dar do que integrar um grupo de malfeitores que acabam fazendo mal a um Estado", disse Filimão Suaze, porta-voz do Conselho de Ministros, após uma sessão extraordinária do órgão executivo.

Segundo o porta-voz, a Agência de Desenvolvimento Integrado do Norte (ADIN) vai aproveitar os recursos naturais na região, apostando no apoio da juventude dentro dos planos do executivo.

"A ideia é aproveitar melhor as potencialidades que esta zona apresenta, desde os recursos naturais e outras, de modo que o desenvolvimento seja feito de forma integrada, harmoniosa e combinada", acrescentou.

As autoridades têm alertado para casos de recrutamento de jovens, principalmente na província de Nampula, por grupos armados que têm protagonizado ataques a distritos de Cabo Delgado, no norte de Moçambique.

Na semana passada, a Polícia da República de Moçambique na província de Nampula impediu um grupo de 70 jovens de seguir viagem para a província de Cabo Delgado, por suspeitar que se iam juntar a grupos armados.

A província de Cabo Delgado tem sido alvo de ataques de grupos armados que organizações internacionais classificam como uma ameaça terrorista e que em dois anos e meio já fez, pelo menos, 350 mortos, além de 156.400 pessoas afectadas com perda de bens ou obrigadas a abandonar casa e terras em busca de locais seguros.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.