Página gerada às 15:28h, quinta-feira 17 de Agosto

Abrir o carro com uma app e seguir viagem em carsharing? Muito fácil (quase sempre)

12 de Agosto de 2017, 12:30:28

Qual táxi ou mesmo qual Uber: a mobilidade está a mudar e alternativas não faltam. O carsharing é uma delas e o carsharing free-floating uma forma ainda mais específica em que a Citydrive tem vindo a apostar.

O modelo permite reservar veículos por proximidade, alugá-los ao minuto e, terminada a viagem planeada, deixá-los num lugar de estacionamento igualmente perto do seu destino final.

No caso da Citydrive, de momento, os veículos são carros e a zona de “partida” e “chegada” uma área delimitada de Lisboa, que vai da Ajuda ao Parque das Nações.

O serviço tem um preço fixo para a primeira hora: €14,90 – o que dá €0,29 ao minuto. Na segunda hora e seguintes são cobrados €0,25 ao minuto, para um valor máximo por dia de €69,90 euros.

Está incluído combustível para 200kms e o custo dos parquímetros da EMEL. É possível fazer distâncias maiores, mas será cobrado um valor adicional de €0,25 por km.

Tudo funciona a partir de uma app que acaba de ser reformulada, para melhorar a precisão na localização do utilizador e dos carros mais próximos, bem como o tempo de resposta.

Antes de qualquer coisa, é necessário criar uma conta para utilizar o serviço, preenchendo alguns dados habituais e outros mais específicos, como o número da carta de condução.

Depois do registo, está pronto a usar o serviço: a aplicação consegue “ver” onde está e mostra-lhe os veículos mais próximos para que possa escolher. Isto porque existem dois modelos de veículos, um de quatro lugares e outro de cinco. Também pode querer um carro com mais autonomia, porque sabe que vai fazer uma viagem maior ou porque não quer perder tempo a parar para pôr combustível.

Se o carro precisar de combustível, o utilizar abastece e pede fatura com o número de contribuinte da Citydrive para que possa ser depois reembolsado. Na aplicação explicam-se os procedimentos.

Escolhido o veículo, a app mostra-lhe o mapa do percurso até ao carro. Tem 15 minutos para chegar ao veículo. Quando chegar terá algumas confirmações para fazer relativamente ao estado do carro. Mas primeiro tem de abrir as portas. Com a app: a chave vai estar dentro da viatura.

A parte da abertura e fecho de portas com a app é o procedimento que, numa primeira viagem, mais confusão faz aos utilizadores da Citydrive - mas há outros, como o sistema start and stop das viaturas, que também costuma gerar queixas de “avaria” junto da assistência ao cliente.

De vez em quando há também algumas situações caricatas. Há por exemplo quem durma sestas dentro do carro e, com mais frequência, há quem leve a chave do carro consigo depois de fechar as portas… com a app.

A aplicação Citydrive é gratuita e está disponível para Android e iOS.

Comentários

Critério de publicação de comentários