Página gerada às 06:20h, domingo 26 de Outubro

Futebol- Mexer a nova coqueluche do futebol moçambicano

03 de Novembro de 2009, 16:28

É a nova coqueluche do futebol moçambicano.É defesa central da equipa principal do Grupo Desportivo Maputo, mas a sua versatilidade faz com que o treinador Artur Semedo o coloque a jogador a trinco ou em posições mais adiantadas do meio-campo. A claque do seu clube, a “Raça Alvi-Negra”, carinhosamente apelida-o de “Jonh Terry”, pelo facto de em campo ter a frieza e eficiência idêntica a do central e capitão do Chelsea. Chama-se Edson André Sitóe, ou simplesmente Mexer, como é conhecido nos meandros futebolísticos.

Nos últimos dois jogos da Selecção Nacional de Futebol, diante do Quénia, em Maputo, e Nigéria, em Abuja, foi a unidade mais destacada pela imprensa nacional e internacional, pela qualidade de jogo demonstrada em campo, apesar de terem sido os primeiros dois jogos que efectuou como titular no eixo da defesa dos Mambas, causando sérios problemas aos atacantes dos “Harambies Stars” e das “Super Águias”, alguns dos quais actuam em campeonatos de nomeada como o inglês.

Aos 23 anos, completados a 8 de Setembro, Mexer está a atravessar um dos melhores momentos da sua carreira iniciada muito recentemente. “Fui descoberto no torneio infanto-juvenil Bebec, quando jogava pela equipa do bairro do Alto Maé”, conta Mexer recordando que “foi o mister Edgar quem convidou-me para ingressar nos escalões de formação do Desportivo Maputo, onde rapidamente ascendi ao escalão sénior, após ter passado por todos escalões do clube onde conquistei alguns títulos”.


Como qualquer miúdo que inicia a sua carreira, Mexer foi experimentado em várias posições, até que os treinadores definissem a sua posição exacta em campo. “No torneio Bebec jogava à defesa, mas no escalão de juvenis e juniores fui experimentado como trinco e dei-me bem nessa posição, dada as minhas qualidades técnicas, daí que nos seniores os treinadores colocam-me frequentemente a jogar como defesa central ou então a trinco”, explicou o jogador “alvi-negro”.

De pré-convocado a titular nos Mambas

Durante a sua iniciação, Mexer sempre mereceu a atenção dos treinadores, sendo por isso que frequentemente era convocado para fazer parte das selecções dos escalões de formação. “Recordo-me que em 2005 fui convocado para fazer parte da selecção de Sub-17 que participou no Torneio da CPLP em Brasilia, no Brasil, onde tive exibições que mereceram uma boa apreciação por parte de alguns olheiros que acompanharam o torneio”, recordou o jogador com alguma nostalgia.

Ver fotos

Alfredo Junior


Comentários

Critério de publicação de comentários