Página gerada às 18:27h, quarta-feira 18 de Outubro

INE FORMA PARCERIA PARA PROCESSAMENTO DE DADOS DO CENSO POPULACIONAL 2017

12-10-2017 23:40:05


Maputo, 12 Out (AIM) - O Instituto Nacional de Estatística (INE) vai formar uma parceria com a Empresa Municipal de Transporte Público de Maputo (EMTPM) e a Agência Para a Promoção de Importações e Exportações (APIEX) para acelerar o processamento dos dados referentes ao IV Recenseamento Geral da População e Habitação, que teve lugar na primeira quinzena de Agosto último em todo o território moçambicano.

Para o efeito, foi assinado um memorando de entendimento hoje, em Maputo, entre o INE e as duas instituições, que vai ajudar a dinamizar o processamento dos dados recolhidos no referido Censo.

Falando minutos após a assinatura do memorando, o porta-voz do INE, Cirilo Tembe, explicou que o processamento de dados é um exercício complexo, daí a necessidade de envolver outros actores que podem dar o seu contributo para a sua flexibilização.

“Temos estado a envidar esforços de conjugação de sinergias com as diferentes instituições com vista a fazer a contenção de custos, garantindo a qualidade do trabalho. Como se sabe o país não está muito saudável em termos económicos. Queremos usar algumas potencialidades que estas empresas têm, para garantir a realização de algumas fases do processamento”, disse.

Anunciou que o INE deverá contratar temporariamente pelo menos 600 pessoas, que vão auxiliar o processamento dos dados do Censo.

Ao abrigo do acordo, a EMTPM compromete-se a garantir o transporte do pessoal contratado das suas residências ao centro de processamento de dados, de modo a facilitar a sua deslocação.
Aliás, disse a fonte, o INE está a trabalhar no sentido de garantir a divulgação dos resultados definitivos na data estabelecida.

“A divulgação dos resultados definitivos está prevista para Junho do próximo ano e isso não vai mudar, pelo menos até agora”, disse Tembe, para de seguida acrescentar “vamos fazer tudo para que esta data não seja alterada”.

O custo do Censo Populacional está orçado em 75 milhões de dólares, dos quais 40 milhões foram aplicados na fase de recolha de dados. O valor remanescente será investido na fase actual, que consiste na compilação e tratamento dos dados recolhidos.

Até o penúltimo dia do processo, o INE já indicava ter recenseado em todo o país, um total de 26.822.464 habitantes, um número que representava 98,9 por cento da meta.
(AIM)
VA (colaboração) /sg

(AIM)

Comentários

Critério de publicação de comentários