Página gerada às 15:36h, quinta-feira 17 de Agosto

CABO DELGADO/ FALHA PROJECTO DE PRODUÇÃO DE BIOGÁS

13-08-2017 12:03:39


Maputo, 13 Ago (AIM)- A falta de dejectos de gado bovino na região do posto administrativo de Bilibiza, no distrito de Quissanga, em Cabo Delgado, norte de Moçambique, está a condicionar a prossecução do projecto de produção de gás metano e fertilizantes na base deste tipo de excrementos para uso doméstico e produção de hortícolas, respectivamente.

O “Notícias” soube do director executivo da empresa implementadora da referida iniciativa, a GSB, Bashir Afonso, que os dejectos animais que foram usados durante o ensaio do projecto eram adquiridos a uma distância de 30 quilómetros, situação que estrangulou o entusiasmo, em virtude das limitações financeiras para suportar a referida rubrica.

“Para realizar as experiências era necessário percorrer uma distância de 30 quilómetros para encontrar dejectos de gado bovino, uma das matérias-primas para os biodigestores e, como não dispomos de fundos, fazer este trajecto tornou-se, em pouco tempo, insustentável. A alternativa seria aquisição de cinco cabeças de gado bovino (quatro fêmeas e um macho), para ter o inócuo por perto para continuar com as experiências” - frisou Afonso.

A GSB esteve, nos últimos três anos, a desenvolver a experiência de produção de biogás com recurso a dejectos de animais e humanos para diversos fins.

Com efeito, através de três biodigestores (estruturas projectadas e construídas de modo a produzir a degradação da biomassa residual sem que haja qualquer tipo de contacto com o ar) na base tambor de plástico de 250 litros, onde a matéria-prima usada foi o dejecto de gabo bovino, um outro quadrangular, de blocos de cimento, que igualmente tinha como matéria-prima o dejecto de gado bovino e um último circular feito de blocos de cimento, construído em substituição de uma latrina melhorada e cuja matéria-prima foi dejectos humanos, os mesmos mostraram resultados satisfatórios.

Contudo, para além do facto do biogás produzido na base de dejectos humanos ter encontrado resistência de assimilação por parte da população, devido a factores socio-culturais e a crise de excremento de animais, a prossecução do projecto foi, igualmente, afectado pela falta de fogões adaptados àquela fonte de energia feito no mercado local.
(AIM)
FF

(AIM)

Comentários

Critério de publicação de comentários