Página gerada às 07:33h, terça-feira 17 de Outubro

VÍTIMAS DE TRÁFICO PARA A RAS CADA VEZ MAIS MENINAS RECOLHIDAS NA MOAMBA

13-08-2017 11:43:28


Maputo, 13 Ago (AIM) - O número de raparigas vítimas de tráfico para exploração sexual na vizinha África de Sul, recebidas no centro de trânsito do distrito da Moamba, na província de Maputo, sul de Moçambique, tem vindo a aumentar nos últimos tempos devido ao repatriamento levado a cabo pelas autoridades sul-africanas.

Neste momento, o centro acolhe 20 meninas, a maioria das quais já esteve em centros de trânsito na vizinha África do Sul.

Segundo a directora provincial do Género, Criança e Acção Social, Ana Mariza Tamane Sitoe, citada pela edição do sábado do “Notícias”, no primeiro trimestre do ano em curso a direcção apoiava 16 raparigas, mas de repente o número aumentou.

O repatriamento surge devido à retirada do subsídio que sustentava os centros de acolhimento na África do Sul pelas autoridades locais.

Devido à retirada do subsídio, a África do Sul está a repatriar as traficadas, incluindo algumas menores, para Moçambique, uma vez que nos centros locais existem muitas outras raparigas sul-africanas, também vítimas do mesmo fenómeno.

De acordo com a fonte, por conta disso a província de Maputo está a receber uma avalancha de raparigas vítimas de tráfico e imigração ilegal.

Estes dados foram avançados no contexto da II sessão do Conselho Coordenador Provincial do Género, Criança e Acção Social, que terminou sexta-feira no distrito de Boane, província de Maputo. O encontro de dois dias decorreu sob o lema “Assegurar o direito à protecção dos grupos-alvo desfavorecidos é garantir o bem-estar social”.
(AIM)
FF

(AIM)

Comentários

Critério de publicação de comentários