Página gerada às 08:21h, sexta-feira 22 de Setembro

RDC: GUARDAS FLORESTAIS MORTOS NUMA OPERAÇÃO PARA LIBERTAR REFĖNS

17-07-2017 12:00:02


Mambasa (RDC), 17 Jul (AIM) – Cinco guardas florestais congoleses foram mortos numa operação para resgatar um jornalista norte-americano e três outros guardas florestais, disseram fontes oficiais.

O grupo foi dado como desaparecido durante um ataque, sexta-feira, à cidade de Mambasa na reserva natural de Okapi, no nordeste do país.

Cosma Wilungula, chefe dos serviços de parques da República Democrática do Congo (RDC), disse à Reuters que os homens armados praticam mineração de ouro dentro da reserva.

A costa leste do país, rica em minerais, tem sido sacudida por décadas de guerra.

O sequestro daqueles funcionários aconteceu quando um grupo de homens armados da milícia Mai Mai atacou os guardas florestais, que acompanhavam três jornalistas estrangeiros, reportou a Radio Okapi.

Durante a troca de tiros, alguns elementos do grupo, incluindo dois jornalistas alemães, conseguiram escapar.

Os Mai Mai designam a si próprios como grupos de “auto-defesa”. Muitos deles foram armados durante a guerra entre 1998 e 2003 na RDC, e nunca foram desarmados.

Guardas florestais, que trabalham na protecção da fauna bravia, confrontam-se regularmente com estes grupos que exploram minérios, fauna e outros recursos.

A reserva de Okapi cobre uma extensão de cerca de 14 mil quilómetros quadrados e protege parte da floresta do Ituri, perto das fronteiras com o Sudão do Sul e Uganda.
(AIM)
Africanews/bm/mz


(AIM)

Comentários

Critério de publicação de comentários