Página gerada às 07:43h, terça-feira 17 de Outubro

CUBA GRANDE EXEMPLO DE AUTO-SUPERAÇÃO: BALOI

19-06-2017 12:57:42


Por Damião Trape, AIM, em Havana

Havana, 19 Jun (AIM) – Moçambique considera Cuba um grande exemplo de auto-superação, porque tem sabido transformar as dificuldades em oportunidades.

Esta foi uma das principais constatações da visita oficial de três dias que o Presidente da República, Filipe Nyusi, efectuou a este país da américa-latina.

Falando, domingo em conferência de imprensa sobre o balanço da visita, o Ministro dos Negócios Estrangeiros, Oldemiro Baloi, disse que o Chefe de Estado ficou impressionado pela forma como Cuba conseguiu superar muitas adversidades, razão pela qual serve de um bom exemplo.

“O Presidente manifestou-se satisfeito com a visita e um aspecto final que mencionou é que nós estamos num país que, ao longo da sua existência, tem enfrentado grandes dificuldades, até dramáticas, mas, mesmo assim, há domínios em que avançaram muito, ou seja: Cuba é um exemplo de um país que tem sabido transformar as dificuldades em oportunidades”, disse.

Segundo Baloi, Cuba ombreia com os melhores do mundo no que concerne a saúde, não só na prestação de serviços e na formação de pessoal, mas também na investigação.

“Este é um bom exemplo para Moçambique, de como transformar essas dificuldades em oportunidades. As dificuldades não existem para nos lamentarmos, existem sim para nos desafiar, de modo a auto superarmo-nos”, observou o Ministro, reiterando que esta é uma das principais lições desta visita.

Fazendo um balanço da visita, Baloi sublinhou que a mesma foi “francamente positiva”.

“Quando o Chefe de Estado se deslocou a Cuba tinha em mente que seria uma visita, não de natureza diferente do habitual … sabia-se que a componente económica nas áreas habituais não iria ter uma abordagem com resultados palpáveis, pela situação que vive”, afirmou.

Segundo Baloi, a situação em Cuba tendia a melhorar, mas foi agravada pelo facto que ocorreu recentemente, como consequência das novas medidas tomadas pelos Estados Unidos em relação a este país.

“Portanto, as nossas expectativas nessa visita no domínio económico eram controladas. De qualquer modo, valeu a pena ter vindo a Cuba, porque nas áreas sociais como na educação, saúde e na investigação, Cuba está muito desenvolvido”, disse o governante, sustentando que, em termos históricos, Moçambique beneficiou de formação de milhares de estudantes neste país, de muitos médicos cubanos e, também, neste momento, existem muitos estuantes a se formarem em medicina e outras especialidades.

Baloi reconheceu ainda que Cuba está claramente muito avançado na investigação, particularmente no ramo da biotecnologia, que foi uma das áreas abordadas durante as conversações oficiais entre os dois Chefes de Estado, “e temos muito de beneficiar dessa capacidade de Cuba de fazer as coisas”.

“Sente-se que há uma vontade política forte de continuar estreitar as relações políticas. Notou-se uma grande empatia entre os dois Chefes de Estado e isso ajuda sempre. Já em Nova Iorque, no primeiro encontro, notou-se, e desta vez essa empatia aprofundou-se, com resultados evidentes e no vigor com que diversas instituições foram orientadas no sentido de se dar corpo as decisões dos dois líderes”, explicou.

O turismo é outra área onde Cuba demonstra um enorme potencial, que Baloi considera impressionante. “Foi explicado como é que Cuba consegue superar as adversidades nessa área”.

“O turismo é uma das áreas de enfoque da nossa economia e torna imperiosa uma cooperação mais estreita neste domínio”, afirmou o governante, revelando que o Ministro do Turismo, Silva Tunduro, ainda ficará por alguns dias em Cuba, com a missão de elaborar um plano concreto de acção para uma maior cooperação nesta área.

Durante as conversações, de acordo Baloi, o Presidente da República convidou o seu homólogo cubano a visitar Moçambique.

O Chefe de Estado moçambicano, que chegou a Cuba na passada quinta-feira ido de Washington, onde, entre várias actividades, participou na 11ª Cimeira Bienal EUA/Africa.
(AIM)
DT/SG



(AIM)

Comentários

Critério de publicação de comentários