Página gerada às 12:53h, terça-feira 22 de Agosto

ENSINO TÉCNICO PROFISSIONAL: FORMADORES CAPACITADOS NA CHINA

21-04-2017 17:12:22


Maputo, 21 de Abr (AIM) - Pelo menos 30 professores e formadores moçambicanos deverão beneficiar de uma formação na China, durante um período de cinco meses, em matérias de tecnologias e didácticas nas áreas de desenho e fabricação de máquinas, automação, entre outras.

Esta formação, segundo a vice ministra da Ciência e Tecnologia, Ensino Superior e Técnico Profissional, Leda Hugo, insere-se no âmbito das parcerias de cooperação para o desenvolvimento nacional que, entre outros domínios, visa potenciar o Ensino Técnico Profissional em Moçambique.

Discursando na cerimónia da despedida dos formadores, Hugo apelou aos bolseiros para que concluam com sucesso a formação e que no regresso ao país contribuam para a melhoria dos processos de ensino e aprendizagem, com enfoque para a componente prática na educação profissional.

“Estas áreas foram eleitas pela sua particular importância para potenciar o Ensino Técnico Profissional e impulsionar as áreas da manutenção industrial nesta fase das acções de reforma da Educação Profissional. Por isso, a exortação do governo de Moçambique é que tirem o máximo proveito desta oportunidade de formação”, exortou a governante.

Explicou que o programa de capacitação é parte de um convénio entre os governos de Moçambique e da China, que prevê o estabelecimento de um programa de bolsas de estudo de curta duração para formadores do Ensino Técnico Profissional, a ter lugar em Chandong, na China.

O embaixador da China acreditado em Moçambique, Su Jiam, disse que o seu país reafirma o seu compromisso em apoiar programas de capacitação e construção de infra-estruturas.

“Espero que os bolseiros aproveitem a oportunidade para a troca de experiências nas referidas áreas e atrair mais cooperação entre os países”, sublinhou o diplomata.

Este é o primeiro grupo de um total de 100 professores e formadores do Ensino Técnico Profissional (ETP) oriundos das províncias do Niassa, cabo-Delgado, Nampula, Tete, Inhambane, Gaza e Maputo, que vão deslocar-se à China para a capacitação em técnicas e tecnologias didácticas.
(AIM)
Timóteo Timbe (TT)/sg


(AIM)

Comentários

Critério de publicação de comentários