Página gerada às 06:27h, sexta-feira 21 de Julho

NYUSI PROMOVE SETE OFICIAIS À PRIMEIRO ADJUNTO COMISSÁRIO DA MIGRAÇÃO

20-03-2017 18:08:16


Maputo, 20 Mar (AIM) - O Presidente da República, Filipe Nyusi, promoveu sete oficiais para Primeiro Adjunto do Comissário da Migração, uma patente atribuída pelo Serviço Nacional de Migração (SENAMI), instituição pública paramilitar integrado no Ministério do Interior (MINT).

Trata-se de Ana Sengo de Abreu, Armando Fietines, Francisco Mambuque, José Chirombo, Maria Siguate, Panachande Momade e Paulino Nhamuende.

Um comunicado de imprensa da Presidência da República, recebido hoje na Redacção da AIM, afirma que Nyusi determinou, “no uso das competências que lhe são conferidas”, sob proposta do Ministro do Interior, Basílio Monteiro, e ter acolhido a observação do Conselho Nacional de Defesa e Segurança.

Armando Fietines é actual director-geral do SENAMI.

Num outro despacho, o Chefe do Estado, após a ascensão da patente, determinou a passagem à reserva a Ana Sengo de Abreu, Francisco Mambuque e Panachande Momade, este do Departamento dos Assuntos Jurídico no MINT.

Refira-se que são no total 14 graus de patentes existentes no SENAMI, sendo o comissário-chefe da Migração, o mais elevado, seguido de Comissário da Migração e o terceiro é o Primeiro-adjunto do Comissário. O guarda da Migração é a patente mais inferior.
(AIM)
AC/sn

(AIM)

Comentários

Critério de publicação de comentários