Página gerada às 07:43h, terça-feira 17 de Outubro

GOVERNO REITERA APOIO AO PROGRAMA FÉRIAS DESENVOLVENDO O DISTRITO

11-01-2017 18:00:00


Maputo, 11 Jan (AIM) - O Ministro da Ciência e Tecnologia, Ensino Superior e Técnico-Profissional, Jorge Nhambiu, reitera o compromisso do governo em apoiar o Programa Férias Desenvolvendo o Distrito (PFDD), como forma de contribuir para a redução dos índices de desemprego dos graduados do Ensino Superior.

O programa, segundo Nhambiu, tem também em vista suprir a insuficiência de técnicos com formação superior nos distritos.

A intenção foi manifestada, segunda-feira, na abertura do seminário de preparação da XII Edição do PFDD, que este ano realiza-se sob o lema: “Um distrito; Um estudante; uma oportunidade”.

Intervindo na ocasião, Nhambiu instou os jovens finalistas e recém-graduados a encararem o país com realismo e a estarem disponíveis para trabalhar onde as oportunidades existirem ou forem exequíveis de criação, pautando por atitudes de humildade, honestidade, criatividade, paciência e profissionalismo, respeitando os saberes, hábitos e costumes locais onde estiverem integrados.

Segundo o ministro, a satisfação do Governo reside no facto do PFDD possuir um histórico positivo de orientação de finalistas e recém-graduados do ensino superior para o desenvolvimento de iniciativas empreendedoras e de auto-emprego e promover, cada vez mais, o espírito patriótico e de pertença.

“Como Governo, gostaria de louvar o trabalho que a Associação dos Estudantes Finalistas Universitários de Moçambique (AEFUM) vem desenvolvendo desde o ano de 2006, contribuindo, grandemente, para a inserção socio-profissional dos estudantes finalistas e recém-graduados, bem como para a elevação da quantidade e qualidade dos recursos humanos existentes nos distritos, postos administrativos e localidades do país”, disse o Ministro.

É neste contexto que, segundo Nhambiu, o Programa Quinquenal do Governo 2015-2019 (PQG 2015-2019) define como objectivo central “melhorar as condições de vida do Povo Moçambicano, aumentando o emprego, a competitividade, criando riqueza e gerando um desenvolvimento equilibrado e inclusivo, num ambiente de paz, segurança, harmonia, solidariedade, justiça e coesão entre os Moçambicanos”.

No evento, de dois dias, estão em discussão temas que versam sobre o Plano Quinquenal do Governo: Oportunidades e Desafios para os estudantes; o processo de descentralização no país; Politicas e Estratégias para o impulsionamento do desenvolvimento Rural em Moçambique; Normas e Procedimentos para a criação de Pequenas empresas, entre outros.

Na presente edição, estarão envolvidos cerca de 650 estudantes finalistas e recém-graduados, que estarão baseados em todas as províncias do país entre os dias 16 de Janeiro e 17 de Fevereiro próximo.

A AEFUM é uma organização sem fins lucrativos que congrega cerca de 5000 (cinco mil) membros, dentre os quais, finalistas e graduados de todas as Instituições de Ensino Superior (IES), públicas e privadas em Moçambique e na diáspora.
(AIM)
MAD/DT

(AIM)

Comentários

Critério de publicação de comentários